Sistema de medição de volume será obrigatório em postos de combustíveis

Sistema de medição de volume será obrigatório em postos de combustíveis
by

 

Equipamento evita sonegação fiscal e auxilia donos de postos no controle e administração do negócio.

Com o objetivo de inibir a sonegação fiscal, a Sefaz – SC – Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina – obrigará os donos de postos de combustíveis a instalarem medidores volumétricos, que enviarão informações em tempo real à fazenda, contendo o volume preciso do combustível no tanque de estocagem, bem como dados de carregamento e descarregamento, dificultando roubos e desvios.

Santa Catarina é um dos estados com menor índice de sonegação de ICMS e, atualmente, apenas 0,5% do combustível comercializado na região é adulterado. Com o vigor dessa medida, o Estado torna a fiscalização ainda mais rigorosa e diminuindo as chances e formas de sonegação de imposto.

No entanto, a obrigatoriedade do equipamento depende de cada estado. Em Santa Catarina, por exemplo, a exigência começou a valer em 30 de setembro de 2016 e será realizada de forma escalonada até 30 de setembro de 2018. A expectativa é que todos os estados brasileiros adotem a medida nos próximos anos.

Maior controle para os donos dos postos

Com ou sem obrigatoriedade, muitos postos de gasolina já adotaram o uso dos medidores de combustível, isso porque, esse sistema é extremamente eficaz no controle e precisão da aferição, auxiliando na administração do posto e evitando grandes prejuízos, que podem ser causados por roubo ou simples erro na medição. A EXCELbr fabrica o Sistema para medição de tanques ELS, um dos mais modernos e completos equipamentos disponíveis no mercado atualmente.

Apesar de ainda muito utilizada, a medição do tanque de combustível feita pelo uso da régua é imprecisa, ineficaz e completamente ultrapassada. A título de exemplo, um erro de 1 centímetro em um tanque de 30 mil litros, pode significar uma diferença de 120 litros de combustível. Essa margem de erro, que é maior do que parece, deixa o dono do posto vulnerável a furtos e a má administração do negócio.

Além disso, há uma lei prestes a entrar em vigor que pretende descredenciar a utilização da régua. Chamada de Lei do Benzeno, a medida visa assegurar a saúde de clientes e trabalhadores de postos de combustíveis, evitando a exposição ao benzeno, substância considerada altamente tóxica e perigosa para a saúde. Para tanto, os postos deverão adotar novos sistemas, totalmente lacrados, para o descarregamento do combustível nos tanques, de forma que não permita a troca de vapor. (Veja mais sobre a Lei do Benzeno abaixo).

O Sistema ELS da EXCELbr realiza a medição do tanque de combustível de forma precisa, segura, sem qualquer desperdício e minimizando as chances de erros e/ou roubos. Além disso, o dono do posto pode receber informações em tempo real sobre seu estoque, sendo informado a respeito da quantidade de combustível que foi descarregado e do que foi vendido, por meio de mensagens eletrônicas por e-mail, portal web e celular. Com design moderno, o equipamento é de manuseio autoexplicativo e com longo prazo de durabilidade, sendo considerado um investimento inteligente.

Sistema de monitoramento de vazamento obrigatório

Monitorar se há vazamento de combustível nos tanques dos postos é uma medida obrigatória, Resolução CONAMA n º 237/00, que deve ser adotada de acordo com Normas Técnicas expedidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), ou por diretrizes do órgão ambiental competente de cada estado.

A CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, por exemplo, exige que os tanques de combustíveis tenham paredes duplas, além de utilizar sensores de monitoramento de vazamento entre os tanques e nos sumps (reservatórios de contenção), afim de minimizar os riscos de contaminação ambiental, além de incêndios e explosões.

A EXCELbr oferece a melhor solução em termos de monitoramento de vazamento do mercado com o Sistema ELS. Esse equipamento é completo e, além de ser muito eficiente na medição de volume de combustível, como você pode ler pouco acima, também conta com sensores de detecção de vazamentos, que são conectados aos Consoles ELS que emitem avisos sonoros e enviam mensagens eletrônicas aos responsáveis. Dessa forma, é possível solucionar a questão com agilidade, antes que o problema se torne maior e resulte em grandes perdas e prejuízos.

O Sistema ELS para medição de tanque e monitoramento ambiental conta com peças de alta qualidade e longa durabilidade. Isso significa que, ao realizar a manutenção dos tanques, os sensores, sondas e outros itens podem ser reutilizados, desde que seja feita a manutenção correta e que sejam retirados com cuidado do tanque no momento da troca.

Além da solução completa, a EXCELbr também possui um equipamento mais simples e de baixo custo, que também é eficaz e atende completamente a norma para monitoramento de vazamento para postos. O CONSOLE MV EXCEL se propõe a atender especificamente a Norma de Monitoramento Ambiental, mas não oferece os benefícios e as facilidades da medição de volume de tanque, que em breve também será obrigatória. Ainda assim é uma opção para os donos de postos com orçamento limitado.

Lei do Benzeno – Saiba o que é e como isso pode interferir na escolha do sistema de medição de tanque e monitoramento ambiental

Tendo em vista os malefícios causados à saúde pelo benzeno, presente na combustão de derivados do petróleo, e considerado como uma substância cancerígena pela Organização Mundial da Saúde, muitos estados brasileiros já adotaram medidas que visam proteger a saúde dos frentistas e funcionários de postos de combustíveis.

A lei, já em vigor em algumas regiões do país, proíbe que veículos sejam abastecidos após o acionamento da trava automática de segurança das bombas, isso porque, ao encher o tanque até a boca, o frentista fica mais exposto ao benzeno, aumentando as chances de contaminação. O não comprimento da norma resultará em pagamento de multas, que variam de acordo com o estabelecido em cada estado.

Outra lei que está diretamente relacionada com a liberação de benzeno na atmosfera, e que está para entrar em vigor, pretende obrigar os postos de combustíveis a adotarem sistemas que lacrem os tanques e não permitam a troca de vapor, no momento de descarregamento de combustível. Com isso, equipamentos de medição e monitoramento ambiental pneumáticos precisarão ser trocados, já que precisam da entrada de ar para funcionar.

Nesse sentido, a tecnologia empregada pela EXCELbr, no Sistema ELS, é a melhor solução. As sondas eletrônicas magneto-estrictivas não precisam da entrada de ar para funcionarem e, mesmo em tanques lacrados, garantirão excelente precisão na medição e no monitoramento. Ou seja, com a entrada dessa nova lei em vigor, o posto de combustível que contar com a tecnologia de sondas magneto-estrictivas terá menos gastos para se adaptar e cumprir as exigências da lei.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *